Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/05/17 às 16h16 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

20 mulheres concluem a Formação Continuada em Massoterapia

COMPARTILHAR

Uma homenagem às novas massoterapeutas, foi assim que começou a solenidade de entrega dos certificados as 20 formadas em Capacitação Continuada em Massoterapia. O evento ocorreu na manhã de hoje (2), na Casa da Mulher Brasileira (CMB), unidade da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh), órgão que ofereceu o curso com o apoio de parceiros. 

“O Governo de Brasília, todas e todos desejam que começam uma nova etapa de pleno sucesso.  Vocês são exemplos de superação plena e temos certeza que terão caminhos vitoriosos” disse a secretária Adjunta de Política para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Márcia de Alencar parabenizando elas.

O curso ministrado por Ana Izabel, fisioterapeuta e massoterapeuta, é destinado para a ocupação no mercado de trabalho na área de saúde e bem-estar. Com 40 horas ofertou as seguintes disciplinas: drenagem linfática pós-operatório, argiloterapia, limpeza de pele, gesoterapia. Junto a entrega do diploma do curso de extensão, elas ganharam um kit com jaleco e todo o material utilizado durante as aulas. 

Ana Maria Neves, aluna da extensão, contou que está indo para a quarta capacitação depois que foi atendida pela Casa. “Eu já trabalho como massagista, sou feliz e nem pareço a mesma quando entrei aqui, estava toda descabelada”. Márcia espera que essas mulheres sejam a memória viva do legado da Casa, porque estão empoderadas e capazes de terem autonomia. 

Ao final da solenidade, Érika Laurindo, coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) Ceilândia, reconheceu os esforços delas durante a capacitação. “Quero agradecer vocês por terem confiado na gente e também por terem confiado, acima de tudo, em vocês e assim superaram a situação de vulnerabilidade ou violência que passaram. É uma alegria estar com vocês”.

Como tudo começou

Todas são massagistas formadas em janeiro pelo programa Pronatec Mulheres Mil, iniciativa da Secretaria de Educação em parceria com a Sedestmidh, que selecionou mulheres vítimas de violência doméstica ou em situação de vulnerabilidade e usuárias da rede de atendimento do Governo de Brasília.  

Após terminarem o Pronatec, elas sentiram a necessidade de profissionalizarem ainda mais. Foi aí que surgiu a ideia de fazerem cursos de extensão. O de Formação Continuada em Massoterapia teve fundamental apoio da Embaixada da Austrália que realizou um evento beneficente para custear material e possibilitar o auxílio transporte, além de custear os matérias e produtos estéticos utilizados nas aulas. 

Das 20 alunas, 16 passaram pela Formação na Casa da Mulher Brasileira e 4 mulheres indicadas pelo Ceam Ceilândia. Além desta formação em estética, também foi ofertado o serviço de Coaching com profissionais do grupo Salto Alto que possibilitaram a elas uma nova possibilidade de organização pessoal e profissional. Em fevereiro, as moças tiveram a oficina “Designer Thinking” do Instituto Ithaka. 

Por: Camila Piacesi