Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/03/16 às 21h21 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

21 de março – Dia Internacional contra a Discriminação Racial

COMPARTILHAR

Brasília, 15 de março de 2016 – O Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e celebra-se em 21 de março em referência ao Massacre de Sharpeville.


Em 21 de março de 1960, em Joanesburgo, na África do Sul, 20.000 pessoas faziam um protesto contra a Lei do Passe, que obrigava a população negra a portar um cartão que continha os locais onde era permitida sua circulação. Porém, mesmo tratando-se de uma manifestação pacífica, a polícia do regime de apartheid abriu fogo sobre a multidão desarmada resultando em 69 mortos e 186 feridos.


Em memória a este massacre a Organização das Nações Unidas – ONU – instituiu 21 de março o dia Internacional de Luta contra a Discriminação Racial.


Para marcar o 21 de março em Brasília, o subsecretário de Igualdade Racial da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh), Victor Nunes Gonçalves, explica que em parceria com o Metrô, na Estação Central que fica na Rodoviária do Plano Piloto, a partir do meio dia, haverá apresentação de grupo de capoeira, exposição de artes africanas e oficinas de turbantes.


A partir das 14 horas, revela Victor, está prevista a Roda de Conversa “Movimentos de Mulheres e Igualdade Racial”, na Casa da Mulher Brasileira, situada na 601 Norte, com representantes de religiosidade de matriz africana, cigana e indígena. À Secretaria de Educação, a Sedestmidh solicitou a exibição dos filmes “Vista minha pele” e “A cor da cultura – África no currículo escolar” para alunos do Ensino Fundamental 2, seguido de debates.


Para Victor, a data, além de qualquer celebração, serve como um momento para refletir sobre a realidade da população negra e dos diversos grupos étnicos da sociedade brasileira, e ainda, quais são as mudanças necessárias para eliminação do racismo. A prática do racismo, que em nosso país se camufla no mito da democracia racial, está tão entranhada na vida social e econômica brasileira, que continua ultrajando a dignidade de milhões de cidadãos. Por ser em memória à tragédia ocorrida na África do Sul, deve ser exaltada como mais um marco na luta contra o racismo.