Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/08/12 às 12h03 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Brasilienses aprendem técnica milenar coreana

COMPARTILHAR

Formatura20-20Fio20de20Seda20Coreano202Oitenta mulheres e dois homens receberam, na tarde da última sexta-feira, o certificado de conclusão do curso “Bordado de fio de seda coreano”. As aulas foram ministradas gratuitamente pelas coreanas Kim Myong Suk e Choe Yong Sun durante dois meses. O secretário da Micro e Pequena Empresa e Economia Solidária, Raad Massouh, o embaixador da República Popular Democrática da Coréia, Ri Hwa Gun, a presidente da Federação das Mulheres do Distrito Federal e Entorno (FMDFE), Jane Ferreira, e a subsecretária de Políticas para as Mulheres da Secretaria da Mulher, Sandra Di Croce Patricio, entregaram os diplomas para os formandos.

O curso, iniciado em 22 de junho, teve o objetivo de oferecer capacitação profissional na arte do bordado, além de reciclar os conhecimentos de pessoas que já atuam no mercado. As aulas foram ministradas na Biblioteca Pública Vincent Van Gogh, em Sobradinho, e na Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria (CNTI).

O secretário da Micro e Pequena Empresa e Economia Solidária, Raad Massouh, destacou a luta da secretaria para estimular novas profissões e dar mais capacitação aos profissionais. O secretário também citou a Lei de Apoio à Economia Popular e Solidária do DF, sancionada pelo governador Agnelo Queiroz no último dia 8. “A Economia Solidária é uma realidade que impulsionará o artesanato da capital e a promessa de abrir os 120 pontos de revenda para os artistas já está caminhando. Ainda este mês começará o projeto piloto em cinco postos de abastecimento”, afirmou.

DSC08956A presidente FMDFE, Jane Ferreira, elogiou todos os alunos e enalteceu o índice zero de desistência. “Os formandos superaram as expectativas e demonstraram extrema habilidade com a arte coreana, mesmo com pouco tempo de curso. Afinal, eles sabem que este aprendizado irá enriquecer os currículos de cada um e abrir novas oportunidades no mercado de trabalho”, enfatizou. 

A subsecretária Sandra Patrício fez uma alusão da técnica milenar com o perfil das mulheres brasileiras. “O bordado com fios de seda reflete a condição da mulher – de uma aparente fragilidade, mas, na verdade, de uma resistência suprema”, frisou.

Também estavam presentes no evento o presidente da CNTI, José Calixto, a presidenta do Sindicato dos Trabalhadores Artesãos e Artes Manuais do Distrito Federal e Região do Entorno, Sandra Madeira, e a diretora de projetos da FMDFE e coordenadora do curso, Maria Nazaré Pereira.

Por Carol Sales (com informações da Agência Brasília)