Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/11/13 às 9h31 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Começa a campanha dos 16 dias de ativismo feminino

COMPARTILHAR

De manhã, haverá atividades no “Ônibus da Mulher” e, à tarde, Roda de Conversa no Cram da 102 Sul

Brasília (25/11/2013) – Hoje, segunda-feira, 25 de novembro, é Dia Internacional pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A data abre, oficialmente, em todo o mundo, a campanha dos 16 Dias de Ativismo Feminino, que segue até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. A Secretaria da Mulher programou, em conjunto com a Eletronorte e outros parceiros, uma série de mobilizações durante esse período.

Nesta segunda, de manhã, a secretária Olgamir e as subsecretárias Silvânia Timóteo e Sandra Di Croce acompanham representantes da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) até o Ônibus da Mulher, em Pipiripau, Planaltina. O objetivo da visita é ver de perto como está sendo feito o atendimento às mulheres da área rural.

À tarde, a partir das 14h, será promovida no Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) na estação do Metrô, na 102 Sul, mais uma edição do projeto Roda de Conversa, que vai discutir a questão feminina nos terreiros. A ideia é dar visibilidade a um aspecto da vida das mulheres que normalmente é visto com preconceito. Antes do coquetel de encerramento, haverá a apresentação da banda Maria Vai Casoutras.

A programação segue pelos próximos dias e será encerrada no dia 10 de dezembro, com o projeto “Tião Simpatia no show Mulher de Lei”. O show terá ainda a participação do costarriquenho Miguel Solari e deverá contar com a presença de autoridades locais e federais, além de representantes de entidades da sociedade civil que defendem os direitos femininos.

A campanha dos 16 Dias, que vai de 25 de novembro a 10 de dezembro, é uma mobilização global que busca eliminar todas as formas de violência contra a mulher. O período compreende algumas datas significativas o Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher (25/11), o Dia Mundial de Luta contra a Aids (01/11), o Dia do Laço Branco (06/11) e o Dia Mundial dos Direitos Humanos (10/12). Com isso, a campanha une a luta pelo respeito e pela dignidade das mulheres à defesa dos direitos humanos.

Ascom SEM/DF
3961-1782