Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/09/15 às 11h52 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Comunidade LGBT de Brasília e Entorno se mobiliza em ação no Parque

COMPARTILHAR

Participantes assinaram um manifesto pela criação do estatuto da diversidade sexual

A Comunidade LGBT de Brasília e Entorno se mobilizou e compareceu em bom número à ação LGBT Cidadania, realizada domingo, 30 de agosto, das 10h às 19h no estacionamento 11 do Parque da Cidade Sarah Kubistchek, com o objetivo de promover os direitos da população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT).

Cerca de três mil  pessoas aproveitaram shows e palestras, participaram de rodas de conversas, procuraram emissão de documentos, fizeram testes de HIV, tiraram fotos em cabine LGBT, responderam a pesquisas sobre a qualidade de atendimento do sistema único de saúde (SUS e sobre qualificação profissional) e também assinaram um manifesto a favor da criação do estatuto da diversidade sexual.

Edneldo Pereira aproveitou a ação promovida pela Secretaria das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, por meio da Coordenação de Promoção de Direitos da Diversidade (Codiv), para tirar a segunda via da carteira de trabalho. “Acredito que o evento direcionado é importante e ajuda as pessoas a conhecerem seus direitos. Deveria haver mais desses eventos”, disse.

A secretária Marise Nogueira subiu ao palco entre as apresentações culturais e deixou seu recado: “O Governo de Brasília através da Semidh realiza essas ações públicas para possibilitar o acesso aos serviços à população. Estamos lutando para consolidar uma cultura de paz e respeito independente de gênero, raça, credo, orientação sexual e situação econômica”.

Francisco Albuquerque presidente da ONG Basta Homofobia destacou que o maior ganho é na visibilidade da causa. “Lutamos pela criação do estatuto da diversidade sexual. E a união entre o Estado e a sociedade civil organizada possibilita que mais pessoas tenham acesso a serviços e iniciativas específicas ao público”, afirmou.

Para Flávio Brebis, coordenador de Promoção de Direitos da Diversidade da Semidh, o evento superou as expectativas e tem potencial para entrar no calendário do Distrito Federal. “Após essa experiência pioneira em Brasília – não existem registros anteriores de ações governamentais dessa proporção direcionadas ao público LGBT-, vamos identificar cada vez mais as áreas com maior índice de vulnerabilidade, para apresentar eventos direcionados a essas demandas sociais, que promovam a dignidade, o respeito e o amor através de uma cultura de paz”, concluiu.

Participaram da Ação as secretarias de saúde, de justiça e cidadania, educação, desenvolvimento humano e social, cultura, trabalho e do empreendedorismo, turismo, relações institucionais e sociais, mobilidade, esporte e lazer e segurança pública e paz social, além do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Universidade de Brasília – Diretoria de Diversidade, a Coordenação Geral de Promoção dos Direitos LGBT da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e a OMG Basta Homofobia.

Ascom Semidh
3961-1782