Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/06/15 às 14h06 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Diálogos de Direitos Humanos chega à terceira edição

COMPARTILHAR

Durante o encontro, foi anunciada a criação de uma nova agência do trabalhador na estação de metrô da 112 Sul, que já oferece serviços a pessoas com deficiência

 A estação de metrô da 112 Sul ganhará, em breve, uma agência do trabalhador. A ideia é facilitar o acesso de pessoas com deficiência a serviços oferecidos à população nas outras 16 unidades da Secretaria do Trabalho e do Empreendedorismo. O terminal já oferece outros tipos de atendimento a esse público específico, como cadastro de habilidades em banco de currículo e orientações sobre programas habitacionais do governo.

A discussão para viabilizar a novidade começou nesta semana entre as Secretarias de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos e do Trabalho e do Empreendedorismo. A decisão foi anunciada pelo subsecretário de Atendimento ao Trabalhador e ao Empreendedor, Antônio Vieira Paiva, na tarde dessa sexta-feira (19), durante a terceira edição dos Diálogos de Direitos Humanos, que ocorreu na Escola Nacional de Administração Pública.

O encontro reuniu representantes de empresas do DF e pessoas com deficiência envolvidas com o tema. Elas apresentaram problemas com os quais convivem no dia a dia, como preconceito, falta de oportunidade e oferta de cargos bem abaixo daqueles que procuram. O objetivo é, com base nos eventos, as pastas relacionadas ao assunto unirem-se na busca de soluções para minimizar as queixas.

Integração – Uma das idealizadoras dos diálogos, a colaboradora do governo de Brasília Márcia Rollemberg destacou a importância da integração entre as várias áreas do Estado para garantir um atendimento de qualidade ao cidadão. “A ideia é que possamos pensar na pessoa, e não ter uma ótica da política por secretarias”, resumiu, ao reforçar que é imprescindível a participação da comunidade.

A realização de cursos de capacitação específicos para pessoas com deficiência também consta entre as ações a serem desenvolvidas pelo Executivo local. O projeto está em fase final de elaboração e deve começar ainda no segundo semestre. A proposta é oferecer aulas de informática, auxiliar administrativo e web design, por exemplo.

Além disso, o governo promoverá treinamentos para funcionários sobre maneiras apropriadas de atender uma pessoa com deficiência. A Secretaria de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos tem uma gerência especializada em encaminhar candidatos ao mercado de trabalho. Desde o início do ano, mais de 2 mil currículos foram entregues e 205 pessoas contratadas.

Agenda – Mais dois encontros deverão ocorrer em 2015, ainda sem data confirmada. Os temas envolverão acesso a esporte, saúde, cidadania e mobilidade. “Não podemos separar esses diálogos do Brasil que nós somos e do Brasil que nós queremos construir”, disse a secretária Marise Nogueira. “Tenho aprendido muito com essas conversas, que nos ajudam a cuidar para que as pessoas sejam atendidas da forma adequada.”

Participaram do evento a subsecretária de Micro e Pequena Empresa e Empreendedor Individual, da Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável, Karina Rosso; o diretor da Associação Comercial do DF, Sérgio Faria; a especialista em desenvolvimento industrial do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Ana Luzia Brito; o defensor público-geral do Distrito Federal, Ricardo Batista Sousa; entre outros dirigentes de órgãos governamentais.

Fonte: Agência Brasília