Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/11/13 às 12h44 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Educadoras constroem conhecimento coletivo

COMPARTILHAR

Comunidade escolar participou do projeto GDF Fazendo Gênero na Escola, realizado no Núcleo Brandeirante

Os “Mutirões de Informação, Formação e Cidadania” – projeto “GDF Fazendo Gênero na Escola” são resultados de uma parceria da Secretaria da Mulher com a Secretaria de Educação, cujo objetivo é estabelecer troca de informações acerca de gênero, Lei Maria da Penha e refletir sobre uma possível reprodução, dentro da sala de aula ou em atividades corriqueiras, o que ainda está incubado na sociedade: os reflexos de uma sociedade culturalmente patriarcal, machista e sexista.

Na tarde de ontem, 31, o encontro, realizado na Primeira Igreja Batista de Brasília – no Núcleo Bandeirante -, foi marcado pela participação ativa de todas as educadoras ali presentes. Dentro da proposta de produção de conhecimento coletivo, elas debateram sobre as diferenças entre sexo e gênero, entendendo que gênero é a maneira pela qual o indivíduo se reconhece, independentemente do aparelho genital a ele conferido, e que sexo é definido por aquilo que o ser carrega “entre as pernas”, ou seja, se tem pênis é masculino, se tem vagina é feminino.

Foi discutido também os cinco tipos de violência contidos na Lei Maria da Penha – física, sexual, psicológica, moral e patriarcal, bem como toda a história da cultura que tem apagado e subsumido as mulheres de todo o mundo. A comunidade escolar, juntamente com a Subsecretaria de Políticas para as Mulheres, ainda debateu sobre a condição da mulher perante a lei, consequentemente, sobre a atuação do Estado diante da negação histórica de direitos às mulheres.

Após a dinâmica com as cartas – uma atividade que consiste em apresentar, por meio de desenhos ou frases, o que se extraiu da palestra – cada uma pode passar suas impressões para o público presente. Nesta etapa, a orientadora educacional, Verônica Fernandes, afirmou que “o maior cargo do Brasil foi conquistado por uma mulher. Estamos avançando! E continuaremos na luta para ocupar mais cargos de poder – e isso irá acontecer já nas próximas eleições”.

A atividade foi ministrada pela subsecretária de Políticas para as Mulheres, Sandra Di Croce Patricio, que teve o apoio da ouvidora da SEM-DF, Luana Mayla Duarte, e das assessoras Kátia Regina Silva, Cirlene Gonçalves e Cleide Carvalho.

Sobre o GDF Fazendo Gênero na Escola – Trata-se de um projeto que a SEM-DF desenvolveu para oferecer subsídios à comunidade escolar acerca das formas que as questões de gênero e os direitos da mulher podem ser trabalhados em sala de aula, conforme determina a Resolução Normativa 1º/2012 e a Recomendação nº 2/2013, ambas exaradas pelo Conselho de Educação do Distrito Federal.

O projeto, realizado em parceria com a Coordenação de Educação em Diversidade (CEDIV) da Secretaria de Educação, iniciou suas atividades em fevereiro deste ano, em Planaltina. Esta estratégia diferenciada da Secretaria da Mulher busca eliminar conteúdos sexistas e discriminatórios e promover a inserção de componentes curriculares de educação para a equidade de gênero.

ASCOM SEM-DF

3961-1782