Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/09/12 às 19h11 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Distrito Federal ganha Centro Judiciário da Mulher em Situação de Violência Doméstica

COMPARTILHAR

Nessa segunda-feira, 24, a secretária de Estado da Mulher do Distrito Federal, Olgamir Amancia Ferreira, participou da inauguração do Centro Judiciário da Mulher em Situação de Violência Doméstica do DF, que vai funcionar no Fórum Desembargador Hugo Auler, na Avenida do Contorno, Área Especial 13, no Núcleo Bandeirante.

Entre as funções do centro, está a articulação de uma rede de colaboradores, que tem como público alvo mulheres vítimas de violência doméstica; famílias em contexto de violência doméstica; instituições públicas e privadas da rede de proteção à mulher vítima de violência doméstica; e universidades que desenvolvam estágios, programas e projetos voltados ao tema.

Para a secretária de Estado da Mulher, Olgamir Amancia Ferreira, esta é mais uma conquista das mulheres do Distrito Federal. Ela explica que o combate à violência doméstica é de responsabilidade de todos, tanto da sociedade quanto do estado. “É dever do Estado prover políticas públicas e dar esse apoio que o GDF está dando. Essa é mais uma vitória que conseguimos no combate à violência”, disse.

Somente no Distrito Federal, de 2011 a julho de 2012, a Justiça recebeu mais de 41 mil feitos relativos à Lei Maria da Penha (22.920 em 2011 e 18.334 em 2012, até julho). O montante, que engloba inquéritos, medidas protetivas, flagrantes, entre outros, supera a distribuição dos quatro primeiros anos de vigência da lei, que chegou a 35 mil feitos.

O evento contou, ainda, com a presença do presidente do TJDFT, desembargador João de Assis Mariosi; do coordenador do Nupecon, desembargador Roberval Belinati; da primeira-dama do DF, Ilza Queiroz; dos juízes coordenadores do CJM/DF, Ben-Hur Visa e Carlos Bismarck, da secretária de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher da SPM/PR, Aparecida Gonçalves.