Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/07/15 às 14h51 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Exposição Pequim+20 está em cartaz no Metrô-DF

COMPARTILHAR

Mostra itinerante pode ser visitada até 6 de agosto na Estação Galeria

A exposição itinerante Pequim+20 em Graffiti está instalada na Estação Galeria do Metrô, por onde passam mais de 200 mil pessoas por mês. A mostra, que permanecerá na Estação até seis de agosto, é promovida pela ONU Mulheres e a Rede Nami de Arte, com o apoio da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Distrito Federal (Semidh).

Em Brasília, a exposição ocupa o Metrô-DF desde 17 de julho e percorreu a Torre de TV, em março, e a sede da Organização Pan-Americana da Saúde, em junho. Depois, seguirá para o Centro Cultural Banco do Brasil.

“O trabalho é uma forma lúdica de chamar a atenção da sociedade, mostrando que é preciso ter forças para quebrar o silêncio, denunciar a violência contra as mulheres e evidenciar que essa é uma violação aos direitos humanos”, destaca a secretária da Semidh, Marise Nogueira.

Os doze painéis, além do cartaz da mostra, assinados por artistas de Brasília e do Rio de Janeiro, foram criadas em 8 de março de 2014, no Dia Internacional da Mulher, na Praça do Trabalhador, em Ceilândia.

Os nove grafiteiros de Brasília são: Adriano dos Santos Damasceno (ADN), Arkilano Tavares de Souza (Arky), Welton Profeta dos Reis (Micro), Juliana Costa Borges (Borgê), Vinícius Martins Rodrigues (Lapixa), Gilberto de Sousa Barboza (Bass), Pedro Henrique Pereira de Abreu (DomPedrone), Sírio Gomes B. Junior (MUDOF) e Roney da Silva Leite (Yenor).

Abordagem – As grandes telas são grafitadas com os seguintes temas: Mulheres e Pobreza; Educação e Capacitação de Mulheres; Mulheres e Saúde; Violência contra a Mulher; Mulheres e Conflitos Armados; Mulheres e Economia; Mulheres no Poder e na Liderança; Mecanismos Institucionais para Avanço das Mulheres; Direitos Humanos das Mulheres; Mulheres e a Mídia; Mulheres e Meio Ambiente; e Direitos das Meninas.

Essas questões compõem a Declaração e Plataforma de Ação de Pequim, documento resultante da 4ª Conferência Mundial sobre as Mulheres da ONU, promovida em 1995 na China. O texto estabelece as metas a serem cumpridas pelos governos e pela sociedade.

“Este é o momento de acelerar o ritmo da igualdade, e isso significa sensibilizar a população, por meio também de usuários do metrô, sobre direitos que devem ser conhecidos e acessados no dia a dia”, analisa a representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman.

Exposição Pequim+20 em Graffiti
Até 6 de agosto de 2015
Das 6 horas às 23h30 (de segunda a sábado)
Das 7 às 19 horas (domingos e feriados)
Estação Galeria, Setor Comercial Sul, Galeria dos Estados

Com informações da Agência Brasília
Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Ascom Semidh
3961-1782