Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/06/15 às 22h44 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Governo inaugura Casa da Mulher Brasileira de Brasília

COMPARTILHAR

Empenho e união no combate à violência doméstica

A presidenta da República, Dilma Roussef, e o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, inauguraram na tarde desta terça (2), na 601 Norte, a Casa da Mulher Brasileira de Brasília, a segunda do País. A primeira das 27 unidades previstas nas capitais brasileiras foi aberta em fevereiro, em Campo Grande (MS).

“Estamos muito felizes por receber essa iniciativa”, exclamou o governador Rodrigo Rollemberg. “É essencial somarmos esforços em torno dos interesses de Brasília e do Brasil”, acrescentou. “Aqui, as mulheres vão encontrar proteção contra a violência, além de abrigo e apoio para recomeçar a vida”, discursou a presidenta Dilma Rousseff.

A Casa da Mulher Brasileira faz parte do programa Mulher, Viver sem Violência, do governo federal em parceria com o governo de Brasília. A gestão da Casa será compartilhada durante os próximos dois anos pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do DF (Semidh) e pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR). Depois, passa definitivamente para o governo local.

Acompanhados da ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, da secretária da Semidh, Marise Nogueira, e de Maria da Penha, diretora do Instituto Maria da Penha e inspiradora da lei que pune crimes contra a mulher, o governador e a presidenta conheceram as dependências da Casa, antes da cerimônia.

No local, as mulheres vítimas de violência doméstica receberão, a partir das 8h desta quarta-feira (3), atendimento integral e multidisciplinar. Elas terão à disposição os serviços de delegacia policial, defensoria pública, promotoria, juizado, atendimento psicossocial, alojamento de passagem e orientação para a promoção da autonomia econômica.

Maria da Penha foi citada por todos os oradores. Eles fizeram questão de destacar a força e a coragem dela em todo o processo que culminou com a aprovação da legislação, considerada uma das mais avançadas do mundo no combate à violência doméstica. O projeto da Casa, segundo eles, consolida, na prática, os preceitos previstos na lei.

Participaram ainda da inauguração da Casa da Mulher Brasileira ministros, secretários de Estado do DF, políticos, representantes do Ministério Público e do Poder Judiciário, representantes da sociedade civil e do movimento de mulheres e, também, Teresa Rollemberg e Márcia Rollemberg, mãe e esposa governador, respectivamente.

Ascom Sedmidh – 3961-1782 – com informações da Agência Brasília