Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/07/19 às 17h28 - Atualizado em 11/07/19 às 18h02

#DFMulher

COMPARTILHAR

Considerado o maior evento de motociclistas da América Latina e o 3º maior evento do mundo, os números do Brasília Capital Moto Week impressionam cada vez mais. Na edição passada, em 2018, o “Capital Moto Week” recebeu uma média de 700 mil pessoas e movimentou cerca de R$ 55 milhões na economia brasiliense.

 

Parceira do evento, a Secretaria da Mulher do Distrito Federal foi até o Parque de Exposição da Granja do Torto para entrevistar Juliana Jacinto, 38 anos, uma das organizadoras do evento, pois essa edição promete acabar de vez com o estigma de que motociclismo é para o público masculino. “Ano passado mostramos o quanto as mulheres estão brilhando nesse universo. Temos hoje muito mais motociclistas e motoclubes compostos por mulheres do que antes, há alguns com 200 integrantes, por exemplo. E isso comprovamos também com os nossos números, há 4 anos tínhamos um público majoritariamente masculino – 75% – ano passado quase igualou – 54% homens e 46% mulheres. Esse estigma já acabou”, conta Juliana.

 

Qual a importância de ter uma mulher à frente da organização do Moto Capital Week?

 

Tenho dois sócios – Pedro Affonso Franco e o Marco Portinho – e vejo que essa nossa sociedade é um complemento. Mas, não há como negar que, nós mulheres, levamos mais sensibilidade por onde passamos. E é isso que tento fazer nas edições do festival. Gosto muito de ficar à frente dos projetos sociais, inclusivos e sustentáveis, mas a minha atuação direta é na administração. Ou seja, a versatilidade e a nossa capacidade de se dobrar e desdobrar em muitas é o que nos torna tão executoras e essenciais!

 

O que seu olhar feminino ajuda na renovação do espaço e na preparação dele para receber mais mulheres, crianças e famílias?

 

Sim, porque nós, mulheres, levamos mais sensibilidade aos lugares. Nós sabemos e entendemos as aflições de outras mulheres, já que passamos por muitas situações semelhantes.
Eu também ouço muito as nossas motociclistas e as mulheres que vão ao evento em geral. Porém, sou mãe e entendo como é maravilhoso ter um lugar que abrace você e seu filho, que tenha programação para toda a sua família, aqui tem isso. É um lugar para todos.

 

A programação cultural também respeita a representatividade de gênero?

 

Toda a programação do evento respeita a representatividade de gênero. Porém, fazemos um dia especial para às mulheres, que será no dia 25 de julho – Dia das Mulheres no Rock. Neste dia, só bandas lideradas por mulheres estarão no palco.

 

Que outros espaços especiais para as mulheres teremos nessa edição?

 

Temos o Lady Bikers dentro do evento. O espaço conta com salão de beleza Hélio Diff, lojas de roupas e acessórios, tatoo, entre muitas outras coisas. Lá preparamos uma programação também bem intensa, com pockets shows, músicas e algumas surpresas também. E, o mais importante, é um local que o empreendedorismo feminino é dominante. Isso nos orgulha muito.

 

Como você avalia a parceria do MotoCapital com a Secretaria da Mulher?

 

É uma parceria que nos enche de orgulho e vem de encontro com o conceito desta edição: um evento para todos. E é isso que queremos para o evento, igualdade e respeito. É muito bom ver esse estigma de que o motociclismo é majoritariamente formado por homens se transformar numa realidade diferente, onde as mulheres, cada vez mais, conquistam espaços, pilotam, lideram motoclubes.

 

Além disso, a Secretaria da Mulher, com as ações que estão preparando para levar ao Moto Week, terá um papel fundamental no evento, que é conscientizar e levar informações para o nosso público – homens e mulheres. Temos certeza que esta parceria será o início de muitas.

 

Deixe um recado para as mulheres brasilienses que estão pensando em se divertir nesses dias de evento.

 

Aqui é o lugar certo para quem quer se divertir ao som de uma boa música.
Preparamos, com muito trabalho, amor e dedicação, esta edição memorável para receber vocês. Teremos mais de 50 shows nos dez dias de evento, cinema ao ar livre gratuito, dias 22 e 23, muitos espaços diferentes. Até um parque de diversões – para adultos e crianças – terá nesta edição. Além disso, aqui é um lugar democrático e pensado para todas as idades.
São 10 dias de muita programação, acompanhe as nossas redes Brasília Capital Moto Week porque tenho certeza que diversão é que não faltará. Ah, uma boa dica que dou, venham agasalhadas e um sapato bem confortável para curtirem bastante.