Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/05/20 às 17h32 - Atualizado em 20/05/20 às 17h35

Médicos atenderão on-line pessoas em situação de vulnerabilidade

COMPARTILHAR

Projeto-piloto de teleatendimento desenvolvido entre o GDF e a entidade social Glória terá 250 profissionais de saúde em contato virtual com idosos, crianças e mulheres em situação de vulnerabilidade e medidas socioeducativas do DF.

 

Criado por médicos voluntários, o Rede Convida, lançado na manhã de hoje (20) no Palácio do Buriti, é mais uma iniciativa do governo contra o coronavírus. O objetivo da parceria – que conta com o apoio das secretarias de Juventude, Projetos Especiais e Casa Civil – é evitar a corrida de pacientes a hospitais e postos de saúde. Os primeiros atendimentos serão realizados na próxima semana.

 

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

 

“Trata-se do sonho de levar a medicina onde ela é difícil de chegar, com profissionais de saúde doando algo tão precioso para eles, como o seu tempo”, agradeceu Natália Polidorio, uma das idealizadoras do Rede Convida. “Nesse momento de pandemia, é necessário muita solidariedade, cumplicidade e amor”, avaliou o secretário de Juventude, Léo Bijos – o primeiro representante do GDF a abrir as portas para o projeto.

 

Participaram também do evento no Palácio do Buriti o vice-governador, Paco Britto, e as secretárias Mayara Noronha Rocha (Desenvolvimento Social), Marcela Passamani (Justiça e Cidadania), e Éricka Filippelli (Mulher). O secretário-executivo de Projetos Especiais, Roberto Andrade, representou o titular da pasta, Everardo Gueiros.

 

Para o vice-governador, “a saúde é um direito fundamental do ser humano e o Estado não pode se omitir, principalmente nesse momento”, destacou.

 

Trabalho em conjunto
Cinco instituições de apoio a pessoas em situação de vulnerabilidade foram convidadas a participar do projeto-piloto. A Unidade de Acolhimento para Idosos (Unai), Unidade de Acolhimento para Família (Unaf), Unidade de Acolhimento para Mulheres (Unam), Unidade de Internação Provisória São Sebastião (UIPSS) e a Casa Abrigo.

 

O atendimento online será realizado por meio de uma plataforma digital que conecta os profissionais voluntários da área de saúde aos acolhidos dessas cinco instituições. Especialmente aquelas que estão em regime de internação.

 

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, enfatizou que a união de forças é a grande marca deste governo a solidariedade dos médicos. “É um investimento de amor”, declarou a secretária.

 

Em mensagem, o secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros, disse que o DF agradece e elogia essa iniciativa pioneira. “Tenho certeza que estamos saindo na frente com muita responsabilidade”, defendeu.

 

Assista à íntegra da cerimônia

 

 

A plataforma conecta o profissional da saúde a pessoas localizadas em instituições de acolhimento, especialmente em regime de internação. “Estamos treinando um servidor dentro de cada instituição que irá fazer a intermediação entre essas casas de acolhimento e a nossa plataforma”, explica Cristina Castro, coordenadora do Projeto Rede Convida.

 

Voluntariado
O banco de dados da Rede Convida já conta com 250 voluntários inscritos. São profissionais e estudantes de medicina, psicologia, enfermagem, fisioterapia e odontologia. Profissionais de diversas áreas para comunicação, logística, gestão e suporte de Tecnologia da Informação também estão participando do projeto, que aceita novas adesões. A Rede Convida conta ainda com o apoio da Universidade de Brasília (UnB), Projeto The Medical Explorer (Instagram) e Projeto Ciranda Sertaneja (Instagram).

 

*Lúcio Flávio, da Agência Brasília, com edição de Renato Ferraz

 

GALERIA DE FOTOS

 

Médicos atenderão on-line pessoas em situação de vulnerabilidade