Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/08/15 às 19h16 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Mulheres deixam sua marca no Ceam de Ceilândia

COMPARTILHAR

Moradoras grafitaram o muro com um jardim

Estimular o protagonismo feminino; apresentar às mulheres a possibilidade de novos horizontes; e promover um momento de interação social. Estes eram os objetivos da atividade realizada ontem no Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) de Ceilândia. Entre servidoras e mulheres acolhidas no centro, participaram da ação 15 pessoas.

Segundo a chefe do Ceam de Ceilândia, Érika Laurindo, a tarde de graffiti faz parte do calendário de atividades desenvolvidas no espaço destinada às mulheres que estão em acompanhamento. “Estes momentos de interação social e distração são fundamentais para algumas mulheres, principalmente aquelas que viveram muitos anos em ambientes marcados apenas pela violência”, aponta a chefe.

Antes da grafitagem, as participantes fizeram uma mini-oficina com as artistas plásticas e integrantes do Grupo Risofloras, Edilene Calado e Camila Leite. Elas aprenderam a segurar o “push” (spray de tinta usado na grafitagem), as técnicas de formas e cores e dimensão espacial. Também fizeram uma amostra daquilo que seria grafitado.

Em seguida, foram para o lado de fora e todas desenharam flores no muro do Ceam. “O jardim, aqui, representa renascimento, o desabrochar de uma nova vida. A flor que cada uma desenhou pode simbolizar parte da sua personalidade ou algum sentimento muito presente na vida dela neste momento”, esclarece a artista plástica e publicitária Edilene Calado.

A militante do movimento feminista Edineide Carneiro gosta de participar de todas as atividades que o Centro Especializado oferece, pois, para ela, são encontros importantes para falar sobre direitos feministas, empoderamento, além de conhecer novas pessoas. “Hoje, principalmente, deixei minha marca aqui no espaço. Foi um momento muito importante”, disse.

Ascom Semidh
3403-4915/4941