Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/12/13 às 15h51 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Secretária visita duas Carretas da Mulher

COMPARTILHAR

Objetivo foi conferir de perto atendimento das unidades móveis na Vila Planalto e na Telebrasília

NotíciaA secretária da Mulher do Distrito Federal, Olgamir Amancia, e o administrador de Brasília, Messias de Souza, visitaram na manhã desta quinta (19) as Carretas da Mulher na Vila Planalto e na Vila Telebrasília. O objetivo foi conferir de perto as demandas das mulheres, ouvir suas necessidades e verificar a aceitação do equipamento.

“As Carretas surgem como mais uma oportunidade para que as mulheres dediquem tempo a cuidarem da própria saúde. Como são estimuladas ao cuidado do outro, é comum notar a falta de tempo para olhar o próprio corpo e verificar suas necessidades. Com este equipamento, ainda estimulamos a prevenção, fundamental para evitar os cânceres de mama e de colo de útero”, disse a secretária.

Com o funcionamento de quatro unidades móveis, o GDF fortalece as políticas de saúde. “Os exames preventivos servem para que as mulheres não adoeçam ou para que tratem as patologias na fase inicial. O que temos aqui são serviços dignos de primeiro mundo que vão ao encontro da população”, declarou o administrador de Brasília.

Maria de Jesus Lima, 43 anos, é moradora da Vila Planalto e nunca havia feito uma mamografia. “Tinha o pedido do médico, mas não tinha condições financeiras para pagar o exame. Ter acesso ao serviço tão próximo à minha casa foi fundamental. Fiz todos os exames que precisava de forma bem rápida. Agora, é só esperar os resultados”, afirmou a moradora da Vila há mais de 30 anos.

Saiba mais – A primeira Carreta da Mulher foi entregue há pouco mais de um ano, por meio de articulações das secretarias da Mulher e da Saúde. “A carreta é o símbolo da qualidade na prestação de um serviço essencial, que atende nas cidades, no campo e no sistema prisional. Ela atende às mulheres na sua integralidade, prevenindo um mal que mata 1,8 mulheres por semana no DF, em média. Tenho certeza de que essa ideia servirá de parâmetro para todo o país”, declarou Olgamir Amancia.

A Unidade Móvel de Saúde da Mulher foi criada com o intuito de oferecer às moradoras de territórios de vulnerabilidade social e locais de difícil acesso os exames essenciais à saúde da mulher, como ultrassonografia, mamografia e de avaliação citológica, também conhecida como Papanicolau, importantes para a prevenção de câncer de mama e de colo de útero. Até o momento, as quatro Carretas da Mulher realizaram mais de 103 mil exames.

ASCOM SEM-DF
3961-1782