Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/11/16 às 17h48 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Palestras abrem o Mês da Consciência Negra no DF

COMPARTILHAR

Palácio do Buriti recebeu evento nesta terça (1º) com os temas racismo institucional e empoderamento da mulher negra


As celebrações do Mês da Consciência Negra no Distrito Federal começaram na manhã desta terça-feira (1º) com duas palestras no Salão Nobre do Palácio do Buriti: sobre racismo institucional e sobre empoderamento da mulher negra no País.

A presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB-DF, Indira Quaresma, ministrou palestra sobre o racismo na cultura brasileira.A presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB-DF, Indira Quaresma, ministrou palestra sobre o racismo na cultura brasileira. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

O mês é organizado pela Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a sociedade civil. O secretário da pasta, Gutemberg Gomes, participou do evento de abertura. “Esse é um momento de troca de saberes entre atores fundamentais para a rede de enfrentamento ao racismo nas mais diferentes esferas.”

Ministrada pela presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB-DF, Indira Quaresma, a primeira palestra focou em como o racismo foi institucionalizado na cultura brasileira. A jurista apontou relações entre o racismo, a pobreza e a baixa quantidade de pessoas negras em cargos de renda alta.

O racismo e o machismo se somam para as mulheres negras, de acordo com a palestra de Janaína Bittencourt, coordenadora de Políticas para Igualdade Racial da Subsecretaria de Igualdade Racial, da Secretaria do Trabalho. O discurso tratou sobre como as duas formas de preconceito estão enraizadas na cultura e devem ser debatidas.

 

O secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Gutemberg Gomes.O secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Gutemberg Gomes. Foto: Nina Quintana/Agência Brasília

O discurso de abertura da solenidade de hoje ficou por conta da secretária adjunta de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Raissa Alessandra Rossiter. “Temos uma dívida histórica como brasileiros com as pessoas que constroem e construíram este País. Esses temas precisam ser trabalhados de maneira frequente”, destacou.

Mês da Consciência Negra no DF

O objetivo do Mês da Consciência Negra no DF é dar destaque à cultura afrodescendente, fornecer informações acerca de leis e direitos, prevenir o racismo e promover o debate sobre o tema. As atividades ocorrerão até 25 de novembro com capacitações, espetáculos e desfiles.

Em 20 de novembro, comemora-se o Dia da Consciência Negra. A data relembra a morte de Zumbi dos Palmares, símbolo da resistência negra, em 1695. Adotado em 2005, o dia foi oficializado em novembro de 2011 pela Lei nº 12.519.

Veja a programação completa do Mês da Consciência Negra.