Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/05/13 às 16h03 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Secretaria da Mulher realiza ciclo de palestras sobre a vacina contra o HPV

COMPARTILHAR

Assim quando foi criada, em janeiro de 2011, a Secretaria de Estado da Mulher (SEM-DF) apresentou, no âmbito do Planejamento Estratégico Situacional do Governo, coordenado pela Secretaria de Governo, o projeto denominado “Vacinação HPV entre escolares de sete a treze anos no Distrito Federal: um projeto de longo alcance”. A proposta era promover uma grande campanha de vacinação com este grupo específico.

Neste contexto, a pasta e a Secretaria de Saúde lançaram, em março deste ano, a vacina contra o HPV em meninas, nascidas entre os anos 2000 e 2002. “Esta iniciativa do Estado consolidou o DF como a primeira unidade da Federação a realizar o procedimento. A primeira fase da campanha, encerrada no último domingo, imunizou cerca de 55 mil estudantes, o que representou 85% da meta projetada pela SES-DF”, lembra Olgamir Amancia, secretária de Estado da Mulher.

Para informar os pais e mães sobre a importância da prevenção e da continuidade do processo de vacinação, a secretária Olgamir Amancia está percorrendo as escolas públicas e particulares do DF. Seis colégios já foram visitados, sendo o último encontro realizado ontem, 9, em uma instituição particular de ensino de Planaltina. A meta é percorrer mais 20 até o final da terceira dose.

Olgamir Amancia explica que este contato mais intimista com os pais permite que todas as dúvidas sejam esclarecidas e que a importância da prevenção seja reafirmada. “Estudos comprovam que a prevenção precoce, a investigação clínica regular e os esclarecimentos sobre os riscos de transmissão e as formas de contaminação do HPV, bem como a implantação da campanha de vacinação, provavelmente, reduziriam drasticamente os casos de infecção pelo HPV”.

Ela ainda lembra que, “em longo prazo, conseguiremos diminuir os custos com o tratamento de câncer, ainda um dos mais onerosos para o Sistema Público, e, sobretudo, pouparia vidas de mulheres economicamente ativas e com filhos ainda dependentes. Investir em prevenção é uma maneira extremamente eficaz para coibir a doença”, projeta Olgamir Amancia.

Ela ainda explicou ao público presente na última palestra que a vacinação contra o HPV é uma decisão política de um governo comprometido com todo o povo e, de forma especial, com as mulheres. “O GDF está investindo na qualidade de vida das mulheres e estabelece uma linha de cuidados intergeracional. No Governo do Novo Caminho, a mulher menina, adulta, idosa, não importando a raça/etnia, se urbana ou rural. A mulher é vista como ser histórico, social, cultural, ou seja, é vista em sua totalidade”, finaliza a secretária da Mulher.

Para garantir a efetividade da vacina é necessária a aplicação de três doses, com intervalo de 60 e 180 dias após a primeira. A segunda dose será aplicada de 3 a 28 de junho e a terceira de 30 de setembro a 1º de novembro.