Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/02/15 às 23h01 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Secretaria e Ministério Público reforçam parceria

COMPARTILHAR

Secretária Marise e promotor Pierobom avaliam ações conjuntas na área de direitos humanos

Janaína Michalski

Repórter Ascom Semidh

 

Brasília (09/02/2015) – A secretária de Políticas para Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Marise Nogueira, recebeu, em seu gabinete, na segunda (9), o coordenador do Núcleo de Direitos Humanos do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) Thiago Pierobom. Participaram do encontro o chefe de gabinete, Marcos Torres, o secretário adjunto de Direitos Humanos, Raimer Rezende, e a assessora jurídica, Tábata Dantas.

 

Entre outros assuntos comum aos dois órgãos, foram discutidos a criação de um núcleo especializado em investigações de crimes raciais na Polícia Civil, a instituição do conselho distrital de direitos LGBT e os eventos promovidos pelo MPDFT no mês da mulher.

 

Para a secretária Marise, o trabalho em parceria é fundamental. “Em direitos humanos não se trabalha sem o sistema Judiciário e sem alguém que monitore o que a gente faz. Então é importantíssimo manter um canal de diálogo onde nós aprendemos com eles e eles nos ajudam a compreender melhor a real situação do DF e das pessoas com quem trabalhamos. Já temos parcerias com o MPDFT e a intenção é que possamos alcançar mais gente”, disse a secretária.


Entre as diversas parcerias entre a Secretaria e Ministério Público em ações de combate ao racismo e homofobia e no enfrentamento à violência de gênero, Pierobom destacou a estrutura de atenção à área de violência doméstica contra a mulher como um diferencial no DF.


“O DF tem o maior número de varas e promotorias especializadas do Brasil e conta com um serviço que é único em termos nacionais, que são os núcleos de Atendimento à Família e aos Autores de Violência Doméstica (Nafavd), administrados pela Secretaria, que atendem mulheres e homens. Hoje são nove núcleos em funcionamento. Isso é uma estrutura única no país”, ressaltou o promotor.

Ascom Semidh
3961-1782 e 3425-4779