Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/02/15 às 20h58 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Secretaria e ONU Mulheres Brasil em parceria pelo março mulher

COMPARTILHAR

Janaína Michalski

Repórter Ascom Semidh

 

Brasília (19/02/2015) – Um curso de capacitação para servidores da Secretaria de Políticas para Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Semidh) será uma das ações que devem marcar a parceria entre a Semidh e a ONU Mulheres Brasil.

Em reunião nesta quinta (19), a secretária Marise Nogueira e Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres, trocaram experiências e buscaram pontos de convergência para atuação no Distrito Federal, a começar pelas atividades do março mulher.

Participaram do encontro Cleide Lemos, secretária adjunta de Políticas para as Mulheres; Ana Julieta Teodoro, coordenadora de Promoção de Políticas para as Mulheres; e Eunice Borges e Ana Carolina Querino, da equipe da ONU Mulheres.

“Estamos às portas do mês da mulher e precisamos muitíssimo de parcerias de qualidade como a ONU Mulheres para levar adiante algumas atividades em março”, ressaltou Marise.

Segundo Cleide, a Semidh pretende trabalhar com quatro semanas temáticas: trabalho e empreendedorismo; saúde e esporte; justiça e direitos; e educação, cultura e informação: “A ideia é que trabalhemos com todos os equipamentos públicos do DF, buscando atingir todas as gerações, todos os públicos. Na primeira semana, por exemplo, queremos alcançar desde a mulher empresária, que já está no mercado gerando renda, até aquela que ainda precisa de emprego”. 

Para Nadine, cujo trabalho procura a intersecção entre as questões de igualdade racial e de gênero, é importante que se busque formas inovadoras de agir. A recente inclusão da campanha “Não perca o respeito, da ONU Mulheres, no Carnaval é um grande exemplo.

“Foi uma boa forma para levar as mensagens de gênero às ruas. Uma proposta mais divertida, menos tradicional e deu muito certo. Trabalhamos com a Escola de Samba Mangueira mas também com os blocos de rua no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte e São Paulo. A proposta da nossa diretora executiva é que a desigualdade tem que acabar. Não podemos fazer isso nos próximos quinhentos anos, mas sim nos próximos quinze anos. Eu adoro esse sentido de urgência. Não podemos deixar essa situação seguir assim para sempre”, disse ela.

Ascom Semidh
3961-1782 e 3425-4779