Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/01/14 às 17h17 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Secretaria da Mulher lança nota em defesa da construção de creche na 204/205 Sul

COMPARTILHAR

Iniciativa da Secretaria da Educação sofre resistência de moradores da região, que preferem área verde

A Secretaria da Mulher do Distrito Federal divulgou nesta sexta-feira (31) nota a favor da construção de creche na entrequadra 204/205 Sul, no Plano Piloto, em Brasília. A iniciativa da Secretaria de Educação vem sofrendo resistência por parte de alguns moradores da região, insatisfeitos com a ocupação da área verde.

O jornalista Caio D’Arcanchy, morador da área, chegou a entrar com representação no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) pedindo a suspensão imediata da obra. O processo ainda não foi analisado pela Promotoria de Defesa da Ordem Urbanística (Proub), mas ganhou o apoio dos prefeitos das duas quadras.

Na nota, a secretária da Mulher, Olgamir Amancia, destaca que as creches possuem um valor muito grande para as mulheres que trabalham fora de casa e não têm onde deixar os filhos e filhas Além disso, segundo ela, esse tipo de equipamento público fornece educação infantil para crianças que estão nos primeiros anos de vida, “uma fase decisiva para o seu desenvolvimento físico, emocional, mental e cognitivo”.

Nesse caso específico, segundo a secretária, a creche vai favorecer, principalmente, as mulheres mais humildes que trabalham nas residências ou no comércio da entrequadra e adjacências. Para Olgamir, a rejeição à construção da creche na 204/205 Sul pode transparecer uma atitude “preconceituosa, egoísta e de extrema insensibilidade social”.

Leia a nota na íntegra:

A Secretaria da Mulher do DF se posiciona a favor da construção da creche na entrequadra 204/205, do Plano Piloto de Brasília. As creches são um equipamento extremamente útil para as mulheres que trabalham fora de casa e não tem onde deixar os filhos. Além disso, o equipamento público oferece educação infantil para crianças que estão nos primeiros anos de vida, uma fase decisiva para o seu desenvolvimento físico, emocional, mental e cognitivo. A creche vai beneficiar, principalmente, as mulheres mais humildes que trabalham nas residências ou no comércio da entrequadra e adjacências. A reação de pessoas contrárias à construção de um equipamento de tamanha importância, que deveria ser bem-vindo em qualquer comunidade, pode transparecer uma atitude preconceituosa, egoísta e de extrema insensibilidade social.

Olgamir Amancia
Secretária da Mulher do DF

Ascom SEM/DF
3961-1782 e 9282-9702