Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/12/14 às 21h21 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Selo Rede Mulher conclui sua primeira etapa

COMPARTILHAR

Grupos elegem comitê gestor para 2015. Secretária destaca importância do projeto

Suélen Emerich
Repórter da Ascom SEM-DF

concei200Brasília (11/12/2014) – Na tarde de ontem (quarta-feira, 10), no auditório da Terracap, o projeto Selo Rede Mulher realizou o último encontro de economia feminista e solidária do ano com as representantes dos grupos de artesãs. Com isso, foi concluída a primeira etapa do projeto. Na ocasião, a assembleia elegeu o comitê gestor. Ficou decidido por aclamação que todos os grupos terão representantes no comitê, seja como membro titular ou como suplente.

Além da eleição, os grupos receberam o certificado de reconhecimento e foram informados sobre os próximos passos do Selo Rede Mulher para 2015. Noventa e dois grupos se candidataram ao Selo, sendo que 26 deles formaram-se em encontros promovidos pelo projeto no decorrer dos últimos dois anos.

Maria da Conceição Pereira, 56 anos, faz parte do Artesãs da Alvorada, um dos grupos criados durante os encontros do Selo Rede Mulher. Ela explicou por que decidiu integrar o grupo: “É ótimo pra ter mais conhecimento, trocar informações e ideias, conhecer pessoas novas e também, quando estamos em um grupo, temos mais aconchego”, disse.

valesca100AUTONOMIA – A secretária da Mulher, Valesca Leão, esteve presente no evento e parabenizou as mulheres e também a equipe que trabalhou com empenho durante o ano. “Hoje é um dia de festa! Para nós da Secretaria da Mulher, essa primeira etapa concluída é muito importante. Esse programa tem como papel ajudar a mulher a enxergar sua autonomia e construir sua visibilidade”, discursou.

O Programa Selo Rede Mulher, além da Secretaria da mulher, conta com outros 16 parceiros. Rosimeire Mello, do Fórum de Economia Solidária, falou sobre a decisão da instituição em apoiar o projeto. “O foco da economia solidária é valorizar o ser humano e esse projeto valoriza o artesanato e o direito que todos e todas têm de viver do seu dom”, disse ela.

O assessor especial da Secretaria da Mulher e coordenador do Selo Rede Mulher, Mateus Guimarães, enfatizou que o foco do projeto é nas mulheres, para que elas tenham cada vez mais consciência dos seus direitos e da sua capacidade. “Esse projeto traz sobretudo um olhar humanizado, um olhar que antes de ver o produto, enxerga a mulher”, concluiu.

selo1SAIBA MAIS – o projeto Selo Rede Mulher é o principal instrumento de articulação do programa Rede Mulher Artesã, que tem como objetivo promover o reconhecimento, a valorização e a autonomia socioeconômica das artesãs e trabalhadoras manuais do Distrito Federal.

Para tanto, além do catálogo virtual e da seleção de 50 grupos que receberão o Selo Rede Mulher de Economia Solidária, a Secretaria da Mulher está articulando, por meio do projeto, a criação da Rede Mulher de Comércio Justo e Solidário.

O projeto é realizado pela Secretaria da Mulher em parceria com as secretarias de Trabalho, Micro e Pequena Empresa e Economia Solidária, Cultura, Turismo, Agricultura e as Administrações Regionais.

Conta ainda com o apoio do Instituto Federal de Brasília (IFB), BRB, Emater-DF, Rede de Bancos Comunitários do DF, Sebrae, Associação Comercial, Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais (BPW), Cáritas Brasileira, Fórum de Economia Solidária do DF, Instituto Marista de Solidariedade e Rede de Economia Solidária e Feminista.

Ascom SEM-DF
3961-1782 e 3425-4779