Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/08/13 às 15h56 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

SEM-DF apoia 1º Encontro Nacional de Jovens Feministas

COMPARTILHAR

Nesta quarta-feira, 14, a Secretária de Estado da Mulher, Olgamir Amancia Ferreira, recebeu em seu gabinete a Diretora Nacional de Jovens Mulheres da UJS e UBM, Maria das Neves; Diretora Estadual de Mulheres da UJS e UBM, Julia Gaspareto; e com a Luiza Calvettes, do Núcleo de Mulheres da UnB para falarem do 1º Encontro Nacional de Jovens Feministas, que terá objetivo de consolidar a criação da Articulação Brasileira de Jovens Feministas (ABJF) e fortalecer a agenda de políticas públicas para as mulheres jovens. A ABJF é a rede responsável pela organização do evento.

“É gratificante ver que a luta pela emancipação das mulheres também tem força entre as jovens. É importantíssimo que essa não seja só de uma geração. Ela tem que continuar. E ver essa organização com mais de 12 instituições juvenis e feministas por todo o país nos dá cada vez mais certeza de que nosso trabalho caminha na direção certa”, disse a Secretária Olgamir Amancia.

Para Daniele Costa, da coordenação Nacional da UBM, esse vai ser uma oportunidade para reunir todas as organizações de jovens feministas. “Com essa possibilidade cresce a luta pela legalização do aborto, contra a violência às mulheres, pela autonomia da família, entre outros debates que estarão presentes no encontro”, disse.  

No 1º Encontro apenas jovens mulheres poderão participar. ''Por ser um primeiro momento entre as organizações de jovens femistas a ABJF só permitirá a participação de meninas. Um argumento que na minha opinião justifica essa decisão. Mas, como lutamos por novos valores na sociedade, precisamos evoluir para envolver os homens. É claro que o preconceito estrutural é muito maior sobre as mulheres. Porém, para que construamos espaços para a emancipação das mulheres serão necessários muitos homens conosco em nossa luta. Nesse sentido, acredito que nos próximos encontros também poderão participar meninos'', falou Daniele que também é diretora de Jovens Mulheres da União da Juventude Socialista (UJS).

O Encontro conta com o apoio da Fundação Friedrich Ebert, Secretaria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres, Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Secretaria Nacional de Juventude,  Prefeitura  Municipal de Fortaleza e Governo do Estado do Ceará.

Histórico

Desde o ano de 2004, as jovens feministas: negras, lésbicas, indígenas, quilombolas, rurais e da periferia, provenientes de diferentes regiões do Brasil estão organizadas e articuladas.

No ano de 2005, elas tiveram participação fundamental no processo do 10º Encontro Feminista Latino Americano e do Caribe, construindo atividades para e com jovens feministas e participando da organização do encontro. Foi nesse ano que as organizações decidiram construir a Articulação Brasileira de Jovens Feministas e na possibilidade de um encontro no Brasil.

A partir daí ocorreram mobilizações com atividades, oficinas, discussões virtuais, entre outras iniciativas, para a realização desse objetivo. A principal atividade realizada foi o Fórum de Jovens Feministas, realizado em abril de 2006 no Fórum Social Brasileiro.

No Fórum Social Brasileiro continuaram as estratégias de mobilização com a presença de mais de cem jovens. A idéia era seguir fortalecendo a articulação brasileira e participar dos espaços importantes de discussão de políticas publicas para as mulheres e a juventude.

Na 2º Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que ocorreu em agosto de 2007, as mulheres jovens, articuladas e munidas de um pré-documento de demandas, conquistaram uma vaga no Conselho Nacional das Mulheres.