Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
11/05/23 às 11h09 - Atualizado em 11/05/23 às 11h12

Ação promove amparo e dignidade menstrual a mulheres reeducandas

A Secretaria da Mulher (SMDF) distribuiu 80 cestas básicas e kits de higiene pessoal para as detentas do regime semiaberto assistidas pela Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal (Funap). A ação, com o objetivo de oferecer amparo e dignidade menstrual às detentas, teve duração de três dias, com o início na segunda-feira (8) na Colmeia seguindo depois ao Viveiro II; nesta quarta-feira (10), foi finalizada no Viveiro I. As distribuições foram realizadas em parceria com a ONG Acreditar e Começar de Novo.

Subsecretária Maíra Castro disse, durante a entrega, que “nossa intenção é proporcionar um pouco de conforto e auxílio a essas mulheres, fortalecendo sua autoestima e incentivando sua ressocialização” | Foto: Divulgação/SMDF

Subsecretária Maíra Castro disse, durante a entrega, que “nossa intenção é proporcionar um pouco de conforto e auxílio a essas mulheres, fortalecendo sua autoestima e incentivando sua ressocialização” | Foto: Divulgação/SMDF

 

Durante a entrega, a subsecretária de enfrentamento à violência da SMDF, Maíra Castro, ressaltou a importância de garantir o apoio e a dignidade às mulheres privadas de liberdade, especialmente àquelas que são mães. “Sabemos que as condições de reclusão podem ser difíceis, especialmente para as mulheres que têm filhos. Nossa intenção é proporcionar um pouco de conforto e auxílio a essas mulheres, fortalecendo sua autoestima e incentivando sua ressocialização”, afirmou a subsecretária.

 

A iniciativa também teve o intuito de promover a valorização e a reinserção social das mulheres privadas de liberdade. Por meio do trabalho realizado no Viveiro, elas têm a oportunidade de adquirir habilidades profissionais, fortalecer a autoestima delas e criar perspectivas para um futuro melhor.

 

Grande parte das mulheres que trabalham no Viveiro são responsáveis pelo sustento em suas casas. “Além de viver em situação de vulnerabilidades social, parte dessas mulheres são abandonadas pelos companheiros ou eles também estão em situação de cárcere. Elas acabam sendo o único meio de sobrevivência de suas famílias. Essa doação de cesta chega em uma hora muito boa para tornar o Dia das Mães delas mais digno”, destaca o presidente da ONG Acreditar e Começar de Novo, Fernando Pereira.

 

*Com informações da SMDF 

Governo do Distrito Federal